Xi ordena que forças armadas aumentem prontidão de combate

(Xinhua) (Alpha Test)

2 MIN LEITURA

Beijing (Xinhua) – O presidente chinês, Xi Jinping, ordenou na sexta-feira que as forças armadas chinesas aumentem a prontidão de combate de um novo ponto de partida e abram novo caminho para desenvolver um forte exército.

Xi, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e presidente da Comissão Militar Central (CMC), fez a instrução em uma reunião da CMC realizada em Beijing.

Ao elogiar as realizações militares marcantes, pioneiras e históricas desde o 18º Congresso Nacional do PCC, Xi disse que as forças armadas defendem resolutamente a soberania, segurança e interesses de desenvolvimento nacionais e passam pela prova das situações complexas e lutas severas.

“O mundo está enfrentando um período de grandes mudanças jamais vistas em um século, e a China está ainda em um importante período de oportunidade estratégica para o desenvolvimento”, avaliou, advertindo que vários riscos e desafios estão em ascensão.

As forças armadas como um todo devem ter um entendimento correto sobre as tendências de segurança e desenvolvimento da China, promover a consciência delas de perigo, crise e guerra e fazer esforços sólidos em preparações de combate a fim de realizar as tarefas atribuídas pelo Partido e povo, disse.

Considerando a capacidade de combate como o critério único e fundamental, Xi ordenou que todo o trabalho, forças e recursos se concentrem em preparação militar e que seja garantido um progresso notável a este respeito.

Xi enfatizou a habilidade das forças armadas de responder rápida e eficazmente a contingências, pedindo a elas que melhorem a capacidade de comando de operações conjuntas, fomentem novas forças de combate e melhorem o treinamento militar sob condições de combate.

Os departamentos e agências do Partido e do governo nos níveis central e locais devem apoiar o desenvolvimento militar e de defesa.

Xu Qiliang, um vice-presidente da CMC, presidiu a reunião. Zhang Youxia, também vice-presidente da CMC, anunciou a decisão de dar prêmios a 10 unidades-modelo e 20 indivíduos-modelo. Eles receberam os prêmios dos líderes, incluindo Xi.

Xi também assinou uma ordem de mobilização para o treinamento das forças armadas, a primeira da CMC em 2019.